A importância da avaliação médica para a prática de atividades físicas

Entrar em forma e manter a saúde em dia é uma aspiração de grande parte dos brasileiros. Mas antes de dar o pontapé inicial na atividade física, que conta com mais de 6 milhões de adeptos no Brasil, é fundamental passar por uma Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP).

Nessa avaliação, o médico fará uma análise clínica e, também, requisitará exames, de acordo com a idade do paciente, para averiguar a possibilidade da presença de doenças e contrapor com a atividade física desejada.

Nos casos mais triviais, além da avaliação clínica inicial, são realizados eletrocardiograma, hemograma completo, glicemia de jejum, ureia e creatinina, lipidograma completo e ácido úrico. Hepatograma (TGO, TGP, gama-GT, bilirrubinas, TAP/INR), exame de urina e exame parasitológico de fezes completam a lista.

Já os exames funcionais, como o teste de esforço, ecocardiograma de estresse e cintilografia, são sugeridos para atletas ou pessoas com mais de 60 anos de idade. Fora desse quadro, a inevitabilidade de exames funcionais vai depender dos resultados da APP.

Nós, da Visy, destacamos a importância da Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP) em todas as idades, pois através dela é possível constatar doenças comuns, como hipertensão arterial, doenças valvares cardíacas, doenças pulmonares etc.

Seja qual for o seu perfil, a Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP) é crucial.

Alertamos, também, para a necessidade de se fazer o eletrocardiograma em crianças e adolescentes que vão iniciar a prática esportiva ou que têm histórico de doença cardiovascular na família.