Mais de 63 milhões de brasileiros. O número retrata os inadimplentes do país — um recorde da série histórica que começou em março de 2016, segundo dados da Serasa Experian. No total geral, mais de 40% da população do Brasil está endividada ou negativada.

As empresas sabem o quanto ter devedores pode ser ruim para a saúde financeira. Mas como lidar com clientes inadimplentes e conseguir reverter a situação? Neste blog post, mostramos não só os impactos de um calote, mas também como realizar um processo de cobranças de dívidas da maneira correta. Confira!

Qual é o impacto de clientes inadimplentes nos resultados?

Ninguém gosta de cobrar ou ser cobrado, isso é fato. Esse momento é considerado um dos mais delicados de uma relação comercial. No entanto, por mais que gere certo incômodo a princípio, deixar de fazer isso é um grande erro e pode desencadear uma série de problemas. É algo que começa pelo descontrole das finanças, especialmente no que diz respeito ao fluxo de caixa.

O controle financeiro precisa ser projetado na rotina da gestão, a fim de favorecer o gerenciamento dos recursos disponíveis da melhor maneira possível. Com isso, os gestores passam a ter mais poder de decisão na empresa e capacidade ampliada na resolução de problemas. Portanto, é preciso ser bastante específico quanto ao orçamento da organização — o que denota a importância do uso de softwares que auxiliem nesse processo de cobrança.

É comum que, no cotidiano, algumas informações “passem em branco” quando não se tem controle efetivo sobre o caixa. Para evitar o problema, é adequado enviar lembretes de pagamento e vencimento de parcelas, antes mesmo do prazo.

A não adequação de processos pode interferir em questões como:

A) prejuízos à saúde financeira por valores não pagos;

B) riscos de o cliente comprar da concorrência por falta de crédito ou mesmo constrangimento causado a ele;

C) afastamento em definitivo, devido a um processo de cobrança realizado inadequadamente.

Isso sem contar que a reputação da empresa também pode ser afetada, em especial se ela não souber comunicar a cobrança da forma correta ou acabar expondo a pessoa. Portanto, cobrar estrategicamente deve estar entre os objetivos da organização.

Como lidar com clientes inadimplentes da melhor forma?

Saber como abordar o cliente inadimplente é uma ação a ser trabalhada em todas as empresas. A seguir, confira uma lista de dicas que vão auxiliar você nesse processo, trazendo mais confiança na hora de executar a cobrança!

Estabeleça políticas de crédito 

A empresa que deseja avançar para o próximo nível e obter melhores resultados financeiros precisa estar atenta à política de crédito. Portanto, o primeiro passo é reunir dados completos sobre as finanças do negócio.

Tal política deve levar em consideração os riscos de um cliente, tendo como base os 5 Cs: 

1) caráter (intenção do compromisso firmado com a empresa);

2) capacidade (poder de pagamento);

3) capital (saúde financeira do consumidor);

4) condições (atual situação econômica do país);

5) colateral (engajamento do consumidor com suas dívidas).

Quando esses 5 elementos estão alinhados, o processo de estabelecimento de uma política de crédito se torna mais simples. Lembre-se sempre de que os métodos adotados pela concorrência também devem ser analisados a fim de verificar a sua eficácia — o que pode ajudar na criação de sua própria política.

Mantenha o seu cadastro atualizado

Ter uma política de crédito consistente é essencial, mas também é necessário manter um cadastro atualizado de seus consumidores. Por meio desses conjuntos de dados, pode-se analisar os pagamentos mês a mês, além de conhecer as jornadas percorridas pelos consumidores.

A partir disso, é hora de identificar os clientes inadimplentes e fazer as cobranças corretamente, levando em consideração o período entre elas e os dados sobre o poder de compra daqueles indivíduos.

Para que isso aconteça, é necessário centralizar todas as informações e investir em um pós-venda de qualidade — nesse momento, é possível obter novos dados e sanar alguma insatisfação com potencial se tornar um motivo para não pagamento.

Faça análise dos clientes inadimplentes

Toda empresa que deseja estabelecer uma estratégia para lidar com clientes inadimplentes precisa conhecer o histórico financeiro e as dívidas deles, além dos seus perfis como compradores.

A partir dessa consulta, é possível saber quais são as dívidas deles, checar o score de crédito, identificar as chances de inadimplência dos meses subsequentes, entre outras ações.

Com isso, o negócio consegue ter clareza sobre o seu cliente e oferecer opções diversas em relação a pagamentos, assim como garantir a segurança do empreendimento — pensando em aspectos como a concessão de crédito para a compra e a escolha dos tipos de cobrança.

Estabeleça um plano de cobranças

Basicamente, existem dois tipos de cobranças que podem ser estabelecidos pelas organizações: extrajudicial e judicial.

A extrajudicial primeira costuma ser realizada pela própria empresa e executada por meio de ligações, cartas e notificações.

A judicial, como o próprio nome indica, é feita pela Justiça. Normalmente, é usada em último dos casos, quando as opções extrajudiciais já foram esgotadas e acabou sendo necessária a execução da lei, o que consiste na aplicação de penalidades. É interessante considerar ambas em seu plano de cobranças.

Fonte: https://empresas.serasaexperian.com.br/blog/clientes-inadimplentes/